Lifestyle

Baby Photography Dublin : Amy’s Christening

Last week I registered Amy’s christening. Amy is the last baby of Karine and Eamon. They are an Irish-Brazilian Family. A different christening. A beautiful family.

Different because Amy now has no godfather, but three godmothers. Yes, Mom explains.

And beautiful, because this mixture Brazil-Ireland always result in beautiful children, in their case, 4.

Karine expressed what that day meant to her in her blog:

“Amy is my last baby.

And every time I go through some ritual with her I feel sad, I do not know.

Unintentionally I think, “Wow, this is the last time I’ll be doing such a thing” and gives me a lump in my throat. And I do not this.

Thus the preparation of her Christening, through scheduled at the last minute and nothing seemed to fit. We had no godfather, I mean, Amy had no godfather, but as I have thousands of friends, we decided, with the blessing of the Priest, we choose 3 Godmothers. 3 very special people.

Livia, who was part of my childhood and continues to this day in my life and Priscilla and Kenya who came into my life in Ireland, and with them I  feel family and baptize one of my daughters was a formal way obliges them to be near by. Always. I like doing that to people. Godparents chosen.

The Sun? The sun was invited, but was unsure whether or not appeared. But who cares?

The day was blessed, exciting, glut, quiet and full of faith that our children are being referred in this crazy world.

Everything was all in peace among family.

Thank God.”

Amy

AmyThe godmothers ❤

the Bigbrother ❤ 

Charming Sisters Mia and Chloe

All the cuteness of Amy

Semana passada eu fotografei o batizado da Amy.

A Amy é a “raspinha do tacho” da Karine e do Eamon. Eles são uma familia irlandesa-brasileira

Um batizado diferente de uma família linda.

Diferente porque a Amy agora não tem padrinho, e sim tres madrinhas. E linda, porque essa mistura Brasil- Irlanda só pode resultar em lindos filhos, no caso deles 4.

A Karine, no seu blog expressou tudo oque esse dia significou pra ela neste texto:

“A Amy é minha última bebê.
E toda vez que eu passo por algum ritual com ela eu me sinto triste, sei lá.
Sem querer eu penso : “Poxa, essa é a última vez que estarei fazendo tal coisa” e me dá um nó na garganta. E eu não gosto de nó na garganta.
Foi assim na preparação do Batizado dela, meio programado em cima da hora e parecia que nada se encaixava. A gente não tinha Padrinho, quer dizer, a Amy não tinha padrinho, mas como eu tenho milhares de amigas, resolvemos, com a benção do Padre, escolhermos 3 Madrinhas. 3 pessoas muito especiais.
A Lívia, que fez parte da minha infância e continua na minha vida até hoje e a Priscilla e a Kenia, que entraram na minha vida na Irlanda e com elas me sinto em família e batizar uma das minhas filhas foi um jeito formal de obriga-las a estarem sempre por perto. Sempre.
Gosto de fazer isso com as pessoas.
Madrinhas bem escolhidas.
O Sol?
O sol foi convidado, mas ficou na dúvida se aparecia ou não.
Dava um Oi e ia embora.
Mas quem se importa?
O Dia foi abençoado, emocionante, gordo, tranquilo e cheio de Fé de que nossos filhos estão sendo encaminhados nesse mundo doido.
Foi tudo em Paz. Tudo entre Família.
Graças a Deus.”
Comments

Vanessa Carvalho is a photographer based in Dublin, Ireland.

Leave a Reply